A enchente do último final de semana deu um prejuízo de pouco mais de R$ 2 milhões ao município de Morretes. Foram deterioradas vias públicas e prédios do patrimônio público da cidade. Hoje, após receber a confirmação das perdas, o prefeito da cidade, Hélder Teófilo Santos (PMDB), assinou um decreto que coloca a cidade em situação de emergência. Ele destacou que esta foi a segunda pior enchente da história, só perdendo para de 1963.

O decreto é mais um ato burocrático do que prático, já que os rios da cidade já estão com o nível de seus leitos mais baixos e a grande maioria das pessoas que ficaram desabrigadas já retornaram para suas casas.

Com o decreto de situação de emergência, o governo fica desobrigado de licitar a empreiteira que fará as obras necessárias em Morretes.
O prejuízo exato de R$ 2.092,00 é só da cidade. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)