Brasília ? O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, afirmou que uma missão brasileira embarcou ontem (12) à noite para a Paris, onde fica a sede da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). O objetivo é apresentar a representantes da organização as medidas adotadas para conter o avanço da febre aftosa no Brasil, depois da confirmação da doença em rebanhos de gado no município de Eldorado (MS).

Segundo o ministro, além dos 25 países da União Européia, África do Sul, Israel e Rússia comunicaram oficialmente o embargo parcial ou integral à carne brasileira. "Tem a informação oficiosa que o Chile também fecharia, mas ainda não está confirmada", disse Rodrigues. O ministro acrescentou que, no caso da Rússia, ele e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva discutirão o assunto na próxima terça-feira durante viagem àquele país, para "mostrar aos russos que todas as providências cabíveis estão sendo tomadas".

O ministro deu as declarações após se reunir com o governador do Mato Grosso do Sul, José Orcílio dos Santos, o Zeca do PT. Durante entrevista à imprensa, Rodrigues disse que as ações de defesa agropecuária não são de responsabilidade exclusiva do governo federal. "Ao contrário, são responsabilidade, por delegação, dos governos estaduais com a supervisão do governo federal e em conjunto, sempre uma ação harmonizada".

Segundo ele, a visita que fez ontem ao estado e a vinda do governador Zeca do PT a Brasília mostra uma ação conjunta "em defesa do comércio brasileiro e dos produtores rurais".