O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, evitou há pouco, ao chegar ao ministério, falar sobre valores que o governo poderia repassar aos governos dos Estados exportadores como compensação pelas perdas com a Lei Kandir em 2006.

Na pasta, Palocci recebe os governadores do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto (PMDB), de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB) de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e do Pará, Simão Jatene (PSDB). O ministro da Fazenda disse apenas que "conversará e negociará" com Rigotto, Aécio, Alckmin e Jatene sobre a questão desse mecanismo. Não há, no Orçamento de 2006, previsão de recursos para a compensação das perdas, o que tem causado protestos dos governadores.

Para este ano, os repasses aos governos estaduais previstos em orçamento somam R$ 4,3 bilhões. Além desse valor, os governadores querem também o desbloqueio de R$ 900 milhões. Para 2006, querem pelo menos R$ 5,2 bilhões (soma dos R$ 4,3 bilhões com os R$ 900 milhões) mais a correção pela inflação.