Brasília, 14 (AE) – Um ministro do Superior Tribunal de Justiça disse hoje que a decisão do presidente do STJ, Edson Vidigal, de anular a Convenção Nacional do PMDB realizada no domingo torna sem efeito os ofícios enviados à Justiça Eleitoral pelo presidente do partido desfiliando da legenda os ministros Eunício Oliveira (Comunicações) e Amir Lando (Previdência). "Todos os atos decorrentes da Convenção Nacional do PMDB estão suspensos", explicou o ministro, por meio de sua assessoria de imprensa.

Já o presidente do PMDB, Michel Temer, afirmou que os ofícios "estão valendo", porque a decisão do STJ não é final e ainda pode ser questionada. "Estou examinando isso. Há um mandado de segurança impetrado no Tribunal de Justiça do Distrito Federal, vamos examinar os caminhos da Justiça para que a Convenção seja validada", declarou Temer.