Brasília – O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, acredita que a greve dos fiscais agropecuários deve ser resolvida logo. “As negociações estão sendo feitas e acredito que o término da greve deve ocorrer nas próximas horas”, afirmou.

Sobre as reclamações dos exportadores com relação à administração do Porto de Paranaguá (PR), o ministro disse que o governo federal não pretende intervir. “Nós vamos ouvir os governadores de outros estados que têm interesse no escoamento da safra e ver o que é possível fazer. O governo federal não tem interesse em intervir. Os estados deverão fazer as negociações necessárias”.

A greve dos fiscais agropecuários já dura quatro dias e está provocando prejuízos diários de US$ 32 milhões somente para a avilcultura brasileira. A categoria reivindica reajuste salarial médio de 30%, o que causaria impacto na folha de pagamento de R$ 250 milhões. O governo oferece reajuste cujo impacto na folha seria de R$ 60 milhões.