O Ministério Público Federal (MPF) vai solicitar, esta semana, à Polícia Federal que investigue a criação do Primeiro Comando Rural (PCR). Movimento organizado por cerca de cinqüenta fazendeiros da região Centro-Oeste do Estado, o PCR pretende contratar homens armados para evitar que o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupe suas fazendas. Na terça-feira, o MST, a Comissão Pastoral da Terra (CPT) e a ong Terra de Direitos denunciaram a criação do PCR aos ministérios públicos Federal e Estadual. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)