Brasília – Todos os contratos da área de saúde assinados durante o Governo Lula serão investigados pela Controladoria Geral da República. Os ministros da Saúde, Humberto Costa, e do Controle e da Transparência, Waldir Pires, reuniram-se hoje para discutir as medidas.

O ministro Humberto Costa divulgou nota informando que, dentre as investigações, a Controladoria Geral da República vai apurar a compra de 739 máquinas de hemodiálise, no valor de US$ 8,8 milhões por meio de licitação aberta em 1999 e encerrada em 2001. A Controladoria vai investigar a possível relação entre as empresas e pessoas envolvidas com irregularidades na compra de hemoderivados e a compra das máquinas, cujo processo foi encerrado em 2002.

A Controladoria investigará todos os procedimentos administrativos adotados pela Coordenação de Recursos Logísticos, desde janeiro de 2003 e, também, nos cinco anos anteriores. A pedido do ministro Humberto Costa um grupo de auditores vão acompanhar ou integrar a Coordenação de Logística do Ministério.

Humberto Costa nomeou o sub-secretário de Assuntos Administrativos do Ministério da Saúde, Ivan Batista Coelho, para ocupar interinamente a coordenação-geral de Logística, cargo que era de Luiz Cláudio Gomes da Silva, preso pela Polícia Federal durante o desencadeamento da Operação Vampiro, na quarta-feira. Até agora 15 funcionários já foram demitidos e outras demissões serão realizadas na próxima semana.

A PF já prendeu 14 pessoas e três empresários ainda continuam foragidos. Todos estão envolvidos em fraudes na compra de hemoderivados, proteínas extraídas do sangue e usadas no tratamento de doenças como hemofilia. Dos 14 presos, nove eram funcionários do ministério.