O estreante Adriano Silva, o Mineirinho, começou bem sua participação no WCT, a principal divisão do surfe mundial, mas o heptacampeão mundial Kelly Slater continua mostrando que os novatos ainda vão ter de remar muito antes de pensar em substituí-lo no lugar mais alto do pódio.

Na praia de Duranbha, em Gold Coast, Austrália, com ondas de meio metro de altura, Mineirinho chegou às semifinais do Quiksilver Pro, mas não passou pelo vice-campeão Taj Burrow, apesar da boa performance. Começou a bateria com 7,67, depois obteve um 7,00 e liderou até o australiano, que eliminou o tricampeão mundial Andy Irons nas quartas-de-final, conseguir notas 8,67 e 8,33 e fechar em 17,00 a 14,67.

Como foi a primeira etapa do ano, em sua estréia Mineirinho já ocupa o terceiro lugar do ranking, ao lado do norte-americano Bobby Martinez, com 876 pontos. Além disso, Mineirinho faturou um prêmio de 10 mil dólares.

Na final, Kelly Slater bateu Taj Burrow por 16,17 a 14,60, surfando a melhor onda da bateria, que lhe valeu uma nota 9,00 e praticamente lhe garantiu os 30 mil dólares de prêmio, além de 1 200 pontos no ranking. Burrow somou 1.032 pontos e faturou 16 mil dólares.

A próxima etapa do WCT será realizada de 11 a 21 de abril, em Bells Beach, na Austrália.