Mesmo vencendo por 1 a 0, o atual ganhador da Liga dos Campeões da Europa, o Barcelona, não conseguiu reverter nesta terça-feira (6) o resultado negativo na primeira partida e foi eliminado nas oitavas-de-final da competição pelo Liverpool, no Estádio Anfield. A equipe inglesa havia ganho o jogo de ida por 2 a 1, no dia 21 de fevereiro, e se classificou por ter feito mais gols como visitante.

A última vez que o Barcelona não havia conseguido a classificação às quartas-de-final tinha sido na temporada 2004/05 ao ser eliminado por outra equipe britânica. O próximo adversário do Liverpool, que arrecadou 1,95 milhão de euros ao garantir a vaga, na Liga será decidido num sorteio realizado pela Uefa na próxima sexta-feira.

Semelhante ao primeiro confronto no Estádio Camp Nou, as falhas da zaga do Barcelona também apareceram logo nos minutos. Em um dos lances, o francês Thuram não acompanhou a sobra e o norueguês John Riise bateu forte no travessão. Em seguida foi a vez de Victor Valdez fazer milagre, quando o atacante galês Craig Bellamy se livrou da marcação e chutou forte para a defesa do goleiro catalão. No rebote, o holandês Kuyt completou, mas o camisa 1 espanhol tirou em cima da linha.

Porém, Valdez quase entrou o jogo minutos depois. O arqueiro do Barcelona saiu jogando errado numa reposição de bola e Sissoko interceptou. De primeira, o meia chutou da intermediária e acertou o travessão antes da bola sair pela linha de fundo.

Acanhado nos primeiros 45 minutos, o Barcelona só conseguiu se soltar na etapa final e quase saiu na frente logo na primeira investida. Numa jogada individual de Ronaldinho Gaúcho, o meia-atacante brasileiro passou pela marcação, invadiu a área e chutou na trave do goleiro espanhol Reina, que ficou só olhando a bola. Mas o Barça conseguiu marcar aos 30, com Eidur Gudjohnsen, que recém havia entrado no lugar de Thuram. Após lançamento de Deco, o atacante islandês invadiu a área, driblou Reina e empurrou para o gol vazio.

Porém, o gol não foi suficiente para evitar a eliminação do Barcelona. O Liverpool ficou com a vaga por marcar mais gols na casa do adversário.