O rodízio no fornecimento de água ? implantado na última sexta-feira (04/08) para parte de Curitiba e da Região Metropolitana, por causa da estiagem ? está funcionando dentro do previsto pela Sanepar. O rodízio já foi aplicado em três grupos, envolvendo 640.700 pessoas.

Segundo Antonio Carlos Gerardi, gerente da Sanepar para Curitiba e Região Metropolitana, os grupos foram abertos e fechados obedecendo aos critérios estabelecidos pelo grupo técnico e ?não tivemos nenhum problema. O retorno lento, para os grupos cujo período de falta de água foi encerrado, tem evitado o rompimento da tubulação, situação muito comum quando se implanta um rodízio desta magnitude,? explica ele.

Como o bombeamento para reiniciar o abastecimento está sendo feito lentamente, nas partes mais altas o retorno da água pode demorar um pouco. ?Pedimos a compreensão dos nossos usuários, mas se aumentarmos a pressão para que a água chegue mais rápido, existe o risco de romper a rede. Se algum trecho de rede arrebentar, o retorno da água vai demorar mais, pois será necessário consertar esta tubulação?, destaca Gerardi. Na média, o retorno da água está ocorrendo antes das 22 horas.

Grupo 4

Às 14 horas desta segunda-feira, o rodízio será implantado para o Grupo 4. Serão afetadas 313.118 pessoas, moradoras de parte de Almirante Tamandaré, de Colombo, Abranches, Ahú, Atuba, Bacacheri, Cabral, Centro Cívico, e São Lourenço. Integralmente estão sendo afetados os bairros Barreirinha, Boa Vista, Cachoeira, Santa Cândida, Taboão e Tingui.

Grupo 5

O abastecimento com água para o Grupo 5 será interrompido às 14 horas desta terça-feira. Ficarão sem água parte dos municípios de Pinhais, Piraquara e São José dos Pinhais. Em Curitiba, parcialmente serão atingidos os bairros Cajuru e Uberaba.

As pessoas que ainda não sabem a que grupo pertencem devem ter em mãos o número da matrícula e buscar a informação no escritório de atendimento ao público – localizado na Travessa Alfredo Bufren, n.º 325, em frente à Praça Santos Andrade -, nos escritórios da Sanepar nas Ruas da Cidadania, pelo site da Sanepar (www.sanepar.com.br – entre com o número da matrícula no campo Consulta Rodízio e pressione OK), ou pelo telefone 115. O usuário pode, ainda, observar quando o abastecimento foi interrompido para confirmar o seu dia fixo da semana.

O rodízio foi implantado porque a Região Metropolitana de Curitiba enfrenta uma de suas piores estiagens. ?Este não é um fenômeno isolado. Ao contrário, é uma das conseqüências das mudanças climáticas em todo o planeta?, cometa a diretora de Meio Ambiente e Ação social da Sanepar, Maria Arlete Rosa.

Mesmo quando não estão em dia de rodízio, as pessoas precisam continuar economizando água. ?Esta é a contribuição mínima que cada um deve dar para preservar os recursos hídricos,? enfatiza a diretora.