A prefeitura de Curitiba realiza neste domingo (10) a prova escrita do concurso público para contratação de 144 médicos para o sistema municipal de saúde. A prova acontece a partir das 9 horas, na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Quase 400 profissionais estão inscritos para a prova.

A seleção para contratação de mais médicos para o sistema de saúde acontece exatamente no 100º dia de gestão do prefeito Beto Richa. A ampliação do quadro de médicos é um compromisso do prefeito com a população, previsto no plano de 180 dias de gestão. "A contratação dos novos profissionais, somada a um conjunto de ações, como a construção e reforma de unidades de saúde e o mutirão de cirurgias, vai representar uma melhora significativa na saúde em Curitiba", afirma o secretário municipal da Saúde Michele Caputo.

Os profissionais aprovados no concurso serão contratados em junho. Eles vão atuar nas 107 unidades de saúde do município. Serão 27 profissionais para a área de pediatria, 26 para gineco-obstetrícia, 87 para clínica geral e quatro para a área de psiquiatria.

O resultado

Para o secretário de Recursos Humanos, Arnaldo Agenor Bertoni, a realização do concurso público nos primeiros 100 dias de dias de gestão representa o respeito do prefeito para com a população. "É uma resposta rápida para uma importante necessidade da população", disse Bertoni.

O resultado da prova dos candidatos que obtiverem a nota mínima exigida será divulgado a partir das 18 horas do dia 18 de abril nos portais www.pucpr.br e www.curitiba.pr.gov.br. Já o resultado de todos os candidatos inscritos será publicado no Diário Oficial, no dia 19. publicado no Diário Oficial – Atos do Município de Curitiba, dia 19 de abril

O gabarito oficial da prova estará à disposição para consulta naqueles mesmos portais, a partir das 17 horas do dia 11 de abril.

Trabalho

Os médicos aprovados no concurso público vão atuar em unidades estruturadas para oferecer atendimento de qualidade ao cidadão e também facilitar o trabalho do profissional. Os consultórios são informatizados e o médico utiliza o prontuário eletrônico que traz todo o histórico do paciente, além dos serviços do Laboratório Municipal, que faz 1,7 milhão de exames por ano.

Os médicos dispõem de protocolos nas diversas áreas de atuação e cursos permanentes de capacitação.

Os novos profissionais do município poderão atuar como generalistas nas unidades integradas ao Programa Saúde da Família (PSF). Os generalistas trabalham oito horas, recebendo o valor do salário dobrado. Para os profissionais do PSF, a Secretaria Municipal da Saúde está desenvolvendo um processo de Educação Permanente, que permite ao profissional o aperfeiçoamento de habilidades clínicas nas áreas básicas de atuação.

Os médicos da Prefeitura recebem, além de férias, 13º salário, licença prêmio (após cinco anos de atividade) e plano de assistência à saúde -, 30% de insalubridade e remuneração variável, no valor de 20% a 40% do salário base, paga a cada três meses (60% a 120%). Eles ainda vão receber uma gratificação especial, em fase de estudos pela administração municipal, "que tornará o salário final do médico compatível com o mercado de trabalho", diz Caputo.