Apesar de ter sido contratado no começo de 2006, Maurinho ainda não conseguiu jogar pelo São Paulo. Na chegada ao clube, o lateral-direito teve constatada um lesão no joelho e precisou ser operado. Desde então, foram dez meses de fisioterapia no Reffis, o centro de treinamento e recuperação do clube paulista.

Agora, praticamente recuperado e pronto para voltar aos treinos, Maurinho espera ter um 2007 diferente. Ele planeja começar a temporada integrado ao time do técnico Muricy Ramalho, brigando por uma oportunidade para jogar.

"Sofri muito torcendo pelo São Paulo. Agora quero ajudar em campo", diz o lateral-direito que foi bicampeão brasileiro em 2003 e 2004, pelo Santos e Cruzeiro, mas que não faz uma partida sem estar totalmente recuperado desde 2004.

"Fiz uma cirurgia em 2004 e voltei com dor. Em 2005 também convivi com dor, tanto é que só agüentei jogar metade do Brasileiro e fiquei seis meses parado. Foi no São Paulo que descobri que precisava operar de novo. É melhor recomeçar do zero ao invés de adiar o problema", disse.

Feliz pela recuperação, Maurinho agradece a equipe médica do São Paulo: os fisioterapeutas Rosan, Sasaki, Alessandro e Betinho, além dos médicos José Sanchez, Marco Aurélio Cunha e Rene Abdala. "São como se fossem da minha família. Estão fazendo tudo por mim", disse o jogador. "Ninguém me escondeu a gravidade da lesão, foi um jogo aberto. Ao mesmo tempo me deram total confiança para me recuperar e hoje estou bem e muito confiante em ter um ano maravilhoso.

Maurinho sabe que terá muito trabalho para conquistar um lugar no time do São Paulo. Afinal, terá a concorrência de Ilsinho, um dos melhores jogadores do Brasileirão, e do equatoriano Reasco. "Isso faz bem ao time e ao jogador. Todos vão brigar para o melhor do clube", avisou o lateral-direito.

Reforços

Apesar de o presidente Juvenal Juvêncio e o diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes não acreditarem em mais contratações antes do fim deste ano, o São Paulo continua se mexendo atrás de um substituto para o meia Danilo, que vai jogar no Kashima Antlers, do Japão. O herdeiro da camisa 10 pode pintar antes mesmo do Natal. Empresários estão em busca de um jogador, no mercado brasileiro, que atenda às exigências da diretoria são-paulina.

Hoje, no entanto, o São Paulo perdeu mais um jogador. Depois de passar boa parte do ano na reserva, o atacante Alex Dias foi negociado com o Fluminense.