Ela acordou perto das 11h. O programa da noite da véspera, foi puxado, incluindo alguns copos de vinho a mais. Graças a Deus, o marido se levantou mais cedo e foi dar uma volta com as duas crianças.

O primeiro pensamento depois de um bom copo d’água foi: “E o almoço de hoje? Ao meio-dia, telefonou para alguns restaurantes. Todos lotados. Um, com lugar para meio-dia e meia ou para as seis da tarde. Inviável. Foi dar uma olhada na geladeira: uma pobreza. Resolveu que iria para um fast food e pronto.

A chegada do marido, logo em seguida, complicou tudo. Ele queria um bom almoço, em casa ou num dos seus restaurantes preferidos. E arrematou: “Saí cedo, levei os dois para deixar a mamãezinha dormir e agora você quer me aplicar um hambúrguer?”.

Foi pensando numa situação semelhante que escolhi as receitas de hoje. Naturalmente, mamães e papais prevenidos escolheram um dos pratos de domingo passado, publicados com a devida antecedência para um belo almoço. Uma amiga mandou a página para o sogro que adora cozinhar e desde quarta-feira não fala em outra coisa. Inclusive achou uma cabritinha maravilhosa.

Então, para os perdidos de hoje, duas opções interessantes: a primeira, a massa com queijo emmenthal e peito de frango que tem as vantagens de ser rápida, agradar a todas as idades e ser um prato único. E principalmente a compra poderá ser feita em qualquer supermercado…

O entrecôte também é de agrado geral. Mas tem que ser de carne boa. Não basta ser cortado de um contrafilé qualquer. Deve ser no mínimo de uma carne maturada. Para quem não sabe, essa maturação consiste em deixar a carne descansar depois do abate – quando ainda está cheia de toxinas – cerca de duas semanas em temperatura de zero a dois graus, sem congelar. Depois disso, ela fica mais macia e mais saudável. Esse tipo de carne você já pode encontrar em casas de carne e em alguns supermercados, inclusive em alguns cortes importados da Argentina ou do Uruguai.

Bem, já passou o réveillon, o carnaval e agora, a Semana Santa. Enfim, vai começar o ano. Espero que o calor diminua e os mosquitos do dengue deixem a gente em paz. Ou pelo menos sejam mais seletivos: só ataquem os políticos…

Frango ao queijo emmenthal com fusilli

Ingredientes

250 gramas da massa escolhida (borboletinhas, fusilli, penne); 2 colheres (de sopa) de azeite; 300 gramas de peito de frango já desossado e sem pele; 400 gramas de flor de brócolis congelada; 100ml de vinho branco seco; 1 pacote de sopa de cebola; 120 gramas de queijo tipo emmenthal, ralado na parte mais grossa do ralador; sal e pimenta-do-reino o quanto bastem

Corte o peito do frango em pedaços de aproximadamente 2cm de lado e tempere levemente com sal e pimenta. Cozinhe a massa escolhida conforme as instruções do fabricante. Escorra e reserve. Dissolva a sopa de cebola em meio litro de água fervendo. Reserve.

Esquente o azeite em fogo alto, numa frigideira grande (cerca de 30cm) ou panela de igual largura. Junte os pedaços de frango e cozinhe durante dois a três minutos quando deverão ter pego um pouco de cor. Junte os ramos de brócolis e deixe cozinhando durante três ou quatro minutos, mexendo de vez em quando, com cuidado.

Diminua o fogo para médio; junte o vinho branco e cubra. Cozinhe quatro ou cinco minutos, até que o frango já não esteja mais rosado no centro e o brócolis, bem macio.

Junte a massa cozida, sopa de cebola, queijo ralado e pimenta-do-reino. Misture. Deixe cozinhando até esquentar bem, verificando quando o queijo está derretido. Sirva imediatamente.

NOTA: Esta é uma receita rápida e fácil para quem deixou o almoço de Páscoa para a última hora. Além disso, pode ser um prato único. Você pode preparar com antecedência os itens 1, 2 e 3, deixando para finalizar (item 4) na hora de servir.

Rendimento: para cinco ou seis pessoas

Entrecôte maître-d’hôtel

Ingredientes

4 entrecôtes de aproximadamente 150g a 200g cada, sem aparar a gordura; sal e pimenta-do-reino moída na hora;

1 colher (de sopa) de manteiga sem sal e 2 colheres (de sopa) de óleo de milho

Para a manteiga maître-d’hôtel:

100 gramas de manteiga;

1 colher (de sobremesa) de salsinha bem picada; sal e pimenta-do-reino moída na hora o quanto bastem;

1 colher (de chá) de suco de limão.

Para a manteiga maître-d’hôtel: Deixe a manteiga ficar na temperatura ambiente. Numa vasilha, misture a manteiga, a salsinha picada, o sal, a pimenta-do-reino e o suco de limão. Trabalhe bem para que fique uma mistura bem homogênea. Corte um pedaço de papel-alumínio com cerca de 25cm por 20cm; distribua a manteiga ao longo do papel e enrole apertando dos lados e fechando bem as pontas, para ficar no formato de um salame. Coloque na geladeira no mínimo uma hora. Antes de servir corte quatro rodelas com cerca de um centímetro de espessura e retire o papel-alumínio. Reserve na geladeira.

Para os entrecôtes: Retire a carne da geladeira cerca de 15 minutos antes da hora de usar. Aqueça bem uma frigideira grande (ou chapa) onde caibam os entrecôtes; coloque o óleo e a manteiga, que devem aquecer bem e grelhe-os bem de um lado, cerca de quatro minutos. Vire e faça o mesmo do outro lado. Só então tempere com sal e pimenta-do-reino. Em princípio, a carne estará ao ponto, mas sempre dependerá da espessura e do calor da frigideira. Mas uma coisa é definitiva: a frigideira terá que estar bem quente para não esfriar com a colocação da carne fria. Se necessário, utilize duas frigideiras.

Coloque cada entrecôte num prato; sobre cada um, ponha uma rodela da manteiga e sirva com o acompanhamento de sua preferência. Na foto, a carne vem com batatas fritas Bordeaux.

Rendimento: quatro porções.

Batatas coradas de Bordeaux

Ingredientes

6 batatas grandes; óleo para fritura o quanto baste; sal

Descasque as batatas e cozinhe-as inteiras em água com sal. Não deixe cozinhar demais. Elas devem estar bem firmes porque ainda serão fritas.

Corte cada uma das batatas em quatro ou seis gomos, cortados no sentido do comprimento e coloque na geladeira.

Entre 15 e 20 minutos antes da hora de servir, esquente bem o óleo numa panela ou frigideira; retire as batatas cortadas da geladeira e frite-as (apenas para dourar e formar uma crosta crocante).Polvilhe com sal e sirva-as em seguida.

NOTA: A orientação de guardar as batatas cortadas e cozidas na geladeira tem por objetivo esfriá-las bem, para que seja maior o choque térmico com o óleo quente, facilitando mais o crocante desejado.

Rendimento para seis pessoas