O ex-prefeito Paulo Maluf anunciou hoje que é novamente candidato ao cargo, afirmando que, “na eleição dos 450 anos, São Paulo vai optar pelo seu futuro?. Maluf vai disputar a prefeitura pelo Partido Progressista (PP) que, em sua maioria, apóia o candidato. Dirigentes do partido admitem, entretanto, que a situação poderá mudar de acordo com o desenvolvimento de processos judiciais contra o candidato.

Em discurso, Maluf atacou a atual administração da prefeita Marta Suplicy (PT) e a candidatura do ex-senador José Serra pelo PSDB. Sobre Marta, disse que era candidato por não aceitar ?a forma com que a cidade vem sendo administrada?. Ele criticou, especialmente, as taxas do Lixo e da Luz, criadas na atual gestão. ?Meu primeiro ato (como prefeito) vai ser enviar uma mensagem à Câmara (Municipal) revogando essas taxas?, afirmou.

A respeito de Serra, Maluf disse que era candidato porque não pode concordar que a eleição para a prefeitura seja trampolim para projetos pessoais. ?O povo de São Paulo não pode ser massa de manobra para compensar frustração eleitoral de um projeto derrotado em 2002?, acrescentou, em referência à campanha de Serra para a Presidência da República.