Até a manhã desta quarta-feira (25) assinaram o requerimento para a criação da
Comissão Parlamentar de Inquérito (CPMI) dos Correios 254 deputados e 51
senadores. Para o líder da minoria, José Carlos Aleluia (PFLBA), a CPMI é
importante porque a Polícia Federal está investigando os "padrinhos e queremos
ouvir os príncipes" envolvidos em corrupção no país.

Para que a CPMI seja
criada, são necessárias as assinaturas de 171 deputados e 27 senadores. O
governo tem até a meia-noite de hoje para retirar os nomes e impedir a
instalação da comissão. Para Aleluia, há poucas chances de isso acontecer.
"Assinar e tirar é difícil de explicar".

A Polícia Federal investiga as
acusações de crimes contra a União por parte de funcionários dos Correios. Uma
sindicância dentro da empresa também foi aberta para apurar as acusações. A CPMI
é um pedido da oposição na Câmara e no Senado. A comissão será composta por 11
parlamentares de cada casa e terá 180 dias para apurar as denúncias que também
envolvem o presidente nacional do PTB, deputado Roberto Jefferson (RJ).