Quem quiser receber o valor da aposentadoria a que teria direito antes da divulgação da pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre a expectativa de vida do brasileiro terá de trabalhar por mais tempo. É que, seguindo o IBGE, a expectativa de vida aumentou de 71,6 anos em 2004 para 71,9 anos em 2005, o que altera o fator previdenciário, usado no cálculo das aposentadorias.

De acordo com exemplo apresentado pelo Ministério da Previdência Social, um trabalhador com 60 anos de idade e que contribuiu para a previdência durante 35 anos deverá trabalhar mais 61 dias para poder receber o benefício a que teria direito se tivesse apresentado o pedido na quinta-feira (30). O fator previdenciário passou a valer ontem (1) e se essa pessoa não trabalhar esses dias a mais, receberá uma aposentadoria 0,55% menor.

Em nota, a Previdência destacou que quem já recebia o benefício ou requisitou antes de 1º de dezembro não terá qualquer modificação no valor da aposentadoria. A nova tabela vale até 30 de novembro de 2007.

Ainda conforme o ministério, a expectativa de vida tem impacto na idade em que as pessoas se aposentam. A pesquisa do IBGE aponta que uma pessoa com 60 anos poderá viver mais 20,8 anos. O número anterior na tabela do fator previdenciário era de 20,7 anos.