A reunião do presidente Luís Inácio Lula da Silva com os líderes da base aliada da Câmara dos Deputados durou aproximadamente duas horas, no Palácio do Planalto. De acordo com o deputado federal José Múcio (PTB), o tema do encontro foi o salário mínimo. Lula teria acertado com a base aliada a votação da questão em 15 dias, após a sua chegada da viagem à China. Segundo o deputado, o presidente Lula reafirmou o seu compromisso em dobrar o salário mínimo. José Múcio garantiu ainda que o assunto da votação de ontem no Congresso Nacional sobre a reeleição das casas não foi discutido hoje durante a reunião com os líderes.

?A expectativa é que se vote o salário mínimo nesta semana ou na outra. Então, o presidente queria conversar com as lideranças da base. Ele disse que ninguém, mais do que ele, deseja dar um salário maior. Ele tem uma promessa de dobrar e disse que isso vai se cumprir. É evidente que este valor de R$ 260 foi o máximo possível que o Governo podia dar, por conta das conseqüências. O presidente não falou sobre o resultado de ontem. Nós conversamos antes e achamos de bom tamanho que não discutíssemos o salário mínimo esta semana, até por conta do placar de ontem no Congresso?, afirmou o deputado.