O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reafirmou, ao promover novos oficiais generais, o empenho do governo em buscar recursos para reaparelhar as três Forças Armadas. Em discurso de cerca de quinze minutos no Palácio do Planalto, Lula não citou diretamente a crise do setor aéreo, mas destacou a importância da "lealdade" e "profissionalismo" dos militares.

"Acredito ser oportuno reforçar o meu compromisso público com o ministro da Defesa, os três comandantes das forças e todos os oficiais de que não medirei esforços para continuar buscando recursos necessários para avançar no reaparelhamento das três forças", disse.

O presidente observou que o comportamento de tropas brasileiras no Haiti recebeu elogios da Organização das Nações Unidas (ONU) pela "seriedade", "competência" e "espírito de solidariedade". Lula desejou boa sorte aos novos oficiais e ressaltou que os mesmos alcançaram o objetivos para serem promovidos pela dedicação e pela verdadeira "profissão de fé".