O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no seu programa semanal de rádio, o "Café com o Presidente", comentou o seu encontro com o papa Bento XVI nesta semana. "Um dos assuntos que eu tenho interesse de discutir com o papa é o papel da Igreja nas políticas públicas que a Igreja já tem. Ou seja, a Igreja participa de quase todas as políticas públicas para o povo mais pobre, para o oprimido. Mas, sobretudo, discutir com o papa as políticas sociais que estamos fazendo no Brasil para que ele, como a pessoa mais importante da Igreja Católica, possa ajudar a disseminar essas boas políticas públicas para o mundo.

Lula confirmou que se encontrará com o papa no dia de sua chegada, dia 9, e também no dia seguinte. O apresentador do programa, o jornalista Luiz Fará Monteiro, lembrou que Lula já havia enviado uma carta, ao papa anterior, convidando-o para que se engajasse na luta contra a pobreza e exclusão. O presidente confirmou que o mesmo convite vai ser feito novamente.

"Nós temos no Vaticano hoje um homem que tem muita importância para a Igreja Católica brasileira, que é o nosso cardeal dom Cláudio Hummes, que hoje é uma pessoa importante na Igreja Católica. É uma pessoa que conhece a fundo os problemas sociais brasileiros. Não só porque foi bispo do ABC quando nós começamos as greves em 1978, como participou ativamente na solidariedade ao povo que lutava por habitação nesse país, como foi solidário aos sem-terra".