O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa hoje e amanhã (15), em Nova Iorque (EUA), de reunião plenária da Organização das Nações Unidas (ONU) para a revisão da Declaração do Milênio. Esse documento foi aprovado no início de setembro de 2000 por 191 países e estabeleceu oito metas ? chamadas Objetivos do Desenvolvimento do Milênio ? a serem alcançadas até 2015 por todas as nações.

A solenidade de abertura dos trabalhos ocorre às 9 horas, no plenário da Assembléia Geral da ONU, com a presença de representantes de cerca de 150 países. Em seguida, o presidente brasileiro participa, como conferencista, de uma reunião temática sobre o financiamento para o desenvolvimento.

No mesmo encontro, o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, que acompanha Lula na viagem, faz palestra sobre as políticas de inclusão social do governo brasileiro. Também vai apresentar o desempenho do país em relação ao cumprimento das oito Metas do Milênio (erradicação da extrema pobreza e da fome no mundo; a universalização do ensino básico; a promoção da igualdade entre os sexos; a redução da mortalidade infantil; a melhoria da saúde materna; o combate ao HIV/Aids, à malária e outras doenças; a garantia da sustentabilidade ambiental; e o estabelecimento de uma parceria mundial para o desenvolvimento).

No fim da manhã, ainda na sede da ONU, Lula participa do terceiro encontro de cúpula do Conselho de Segurança, quando fará pronunciamento. Na reunião devem ser aprovadas resoluções sobre prevenção de conflitos na África e medidas contra o terrorismo.

À tarde, logo após almoço oferecido pelo secretário-geral da ONU, Kofi Annan, aos chefes de Estado e de governo, Lula participa da apresentação à imprensa da Declaração de Nova Iorque sobre a Ação contra a Fome e a Pobreza. Também estarão presentes na entrevista coletiva representantes da França, Chile, Alemanha, Argélia e Espanha. Às 16 horas, Lula se reúne com os presidentes da Índia e da África do Sul e, logo depois, com o secretário-geral das Nações Unidas. À noite, participa de um jantar na residência da Missão Permanente do Brasil na ONU.