Segundo relato do líder do PR, deputado Luciano Castro (RR), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira (19) aos dirigentes dos partidos integrantes do Conselho Político, em reunião no Planalto, que é contrário, por princípio, à possibilidade de reeleição de chefes do Executivo, mas que o fim desse dispositivo não é uma proposta dele. Na reunião, segundo relato do deputado, o presidente demonstrou preocupação com o fato de parecer que tem partido dele a proposta de se acabar com a reeleição.

"Ele disse que pode acabar com a reeleição, mas que não é proposta dele, e sim do Congresso Nacional", contou Luciano Castro. Na reunião, segundo o deputado, Lula pediu que o Congresso dê prioridade à reforma política e que comece as votações após concluir a apreciação das medidas previstas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Lula argumentou, segundo o líder do PR, que a sociedade cobra uma reforma política e que ela não pode ficar para depois. "Ele disse que não quer se envolver nessa questão diretamente, mas entende que é urgente que se faça a reforma política", relatou Castro. "O fim da reeleição estará na pauta, mas isso não é bandeira, é uma questão do Congresso, e não do presidente da República", completou o deputado do PR.