O presidente Lula autoriza, nesta quinta-feira, o repasse de R$ 2,12 bilhões para investimento em obras de saneamento ambiental. Os recursos, provenientes do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), serão repassados a prefeituras, governos estaduais e companhias de saneamento. Deste valor, R$ 113,5 milhões serão liberados para a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). A empresa entra com contrapartida no valor de R$ 12,6 milhões.

O presidente da Sanepar, Stênio Jacob, e o diretor de Investimentos, Domingos Budel, participam da cerimônia de assinatura dos contratos, que será realizada às 10h30, no Palácio do Planalto, em Brasília. Stênio explica que a Sanepar é hoje a empresa que mais obtém empréstimos junto a esta linha de crédito, pela capacidade de obtenção de recursos e garantias que pode oferecer. “Temos, ainda, um diferencial muito importante que é a agilidade e fundamentação técnica dos projetos que apresentamos pleiteando o empréstimo”, completa.

Os recursos do FGTS são administrados pela Caixa. Até o fim de maio, o governo federal, por meio do Ministério das Cidades, deve liberar uma nova lista de projetos selecionados. A Sanepar deverá receber outros R$ 106,6 milhões.