O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje (21), ao destacar a expansão do ensino superior pelo interior do país, que o maior legado que o Estado ou o governo pode deixar para uma nação "é a quantidade de escolas criadas". Lula fez a declaração durante visita ao campus da Universidade Federal do Recôncavo Baiano, no município de Cruz das Almas (BA).

No discurso, o presidente destacou que o governo federal tem avançado no plano de expansão do ensino superior pelo interior do país. "São quatro universidades federais novas, seis faculdades transformadas em universidades e 42 extensões universitárias", informou.

"Cabe à universidade sair da excelência das capitais e começar adentrar o interior brasileiro para que o jovem do interior tenha oportunidade de ter acesso à universidade", ressaltou o presidente.

De acordo com o Ministério da Educação, o Plano de Expansão do Ensino Superior prevê 18 convênios com universidades federais de 14 estados para a construção de centros universitários em todas as regiões do Brasil.

Segundo o MEC, o governo federal pretende investir R$ 266,5 milhões na instalação de unidades acadêmicas nos estados do Amazonas; Bahia; Ceará; Espírito Santo; Goiás; Maranhão; Mato Grosso; Minas Gerais; Paraíba; Pernambuco; Piauí; Rio Grande do Sul; São Paulo e Sergipe.

Os acordos do Projeto Expandir têm por objetivo criar nove universidades federais e 41 pólos universitários, principalmente em cidades do interior do país. A expectativa do Ministério da Educação é que 125 mil jovens sejam beneficiados com o programa.