O líder do PT na Câmara, deputado Henrique Fontana (RS), ao fazer uma avaliação do debate deste domingo à noite, disse Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se saiu "muito bem", e que Geraldo Alckmin (PSDB) foi "muito agressivo". "Alckmin teve a cara-de-pau de jogar os sanguessugas no governo Lula. A máfia das ambulâncias surgiu no governo do PSDB e foi desmontada no governo Lula", afirmou o líder petista.

Fontana criticou o fato de Alckmin ter chamado Lula de mentiroso. "Não vamos ouvir em silêncio. Mentirosos são eles (oposicionistas), que não falaram que iam vender a Vale", referindo-se à privatização da Companhia Vale do Rio Doce pelo governo do tucano Fernando Henrique Cardoso.

O deputado disse ainda que o PT não deixará nada sem resposta. "Se o terreno for embarrado, temos chuteira de trava alta", disse. "É a maneira de dizer que todo mundo vai sujar o calção." Na avaliação do líder do PT, Lula teve, no debate, "serenidade e tranqüilidade" para responder a qualquer tema, e Alckmin foi "muito agressivo" e perdeu o controle "em alguns momentos".

Fontana fez as declarações ao chegar para a reunião que a bancada do PT na Câmara terá com o coordenador da campanha de Lula, Marco Aurélio Garcia. Nessa reunião, segundo o líder, os deputados vão apresentar sugestões para a campanha de Lula em seus Estados.