O governador Cláudio Lembo (PFL) afirmou nesta segunda-feira (07), durante a entrega de 433 carros à Polícia Militar em São Paulo, que a nova onda de ataques criminosos registrou "situações muito simbólicas, mas sem efetividade", referindo-se aos atentados a bomba nos prédios do Ministério Público estadual e da Secretaria Estadual da Fazenda.

Lembo disse que há várias hipóteses que teriam motivado a retomada dos ataques, mas ainda seria cedo para apontar uma delas como a causa real. "Há a (hipótese) de que o Ministério Público não permitiria o indulto aos presos no Dia dos Pais." Segundo ele, há sempre uma "reserva de bandidagem" em um Estado de 40 milhões de habitantes.

O governador afirmou ainda que não há previsão de esquema especial de policiamento no Dia dos Pais, quando poderá ocorrer mais uma série de ataques. Lembo descartou a transferência de Marcos Williams Herbas Camacho, o Marcola, líder máximo do Primeiro Comando da Capital (PCC), para o presídio federal de Catanduvas (PR). "Ele vai continuar em (Presidente) Venceslau.