Brasília – O ministro do Esporte, Orlando Silva, disse nesta quinta-feira (21) que a aprovação, ontem à noite na Câmara, da Lei de Incentivo Fiscal ao Esporte, "é fruto de um processo longo de gerações que reivindicaram a possibilidade de as empresas privadas darem sua contribuição ao desenvolvimento do esporte brasileiro, como acontece em outras áreas".

Ele participou do programa Bom Dia Ministro, produzido pela pela Secretaria de Imprensa e Porta-Voz da Presidência da República e transmitido pela Radiobrás.

Em entrevista à Agência Brasil, Silva afirmou que a aprovação do projeto faz parte de um "ciclo positivo" que vive o esporte brasileiro com a realização dos Jogos Pan-americanos e a criação de secretarias específicas relacionadas ao setor. "A lei de incentivo se situa nesse ambiente e coroa um processo em que o Congresso Nacional ajudou muito nos últimos quatro anos".

Segundo o ministro, nesse período, vários projetos relacionados ao esporte foram aprovados. "Aprovamos a Lei de Moralização do Futebol, o Estatuto do Torcedor, a Lei da Timemania e agora concluímos com a Lei de Incentivo ao Esporte", acrescentou.