A segunda etapa da Fórmula Truck, no circuito de Tarumã (RS), foi marcada neste domingo (8) por um forte acidente na segunda volta envolvendo oito caminhões. O vencedor da corrida foi Leandro Totti, da Ford, que largou na pole e venceu de ponta a ponta, seguido de Roberval Andrade (Scania) e Wellington Cirino (Mercedes).

Na segunda volta da prova, em uma disputa de posição, Vinicius Ramires tocou a traseira do caminhão de Geraldo Piquet, que perdeu o controle e bateu forte sobre os pneus de proteção. Além dos dois, saíram da prova Pedro Muffato, Débora Rodrigues, Renato Martins, Fabiano Brito, José Maria Reis e Luiz Zappellini que ainda teve uma fratura exposta no joelho.

Atual campeão, Renato Martins, da Volkswagen, ficou indignado com a batida de Ramires em Piquet. "Foi uma atitude maldosa e eu vou reclamar para a direção de prova. Isso não pode acontecer", criticou o piloto. Felipe Giaffone (Volkswagen), que largou em oitavo e chegou em quinto lugar, concordou: "É preciso mais respeito nessas horas.

Vinicius se desculpou pelo acidente: "Eu e Geraldo nos tocamos na curva 1, mas seguimos normalmente. Depois eu peguei sujeira na pista e ia deixar ele passar, mas fiquei desgovernado e toquei na traseira do caminhão dele. Quero pedir desculpas porque não tinha nenhuma intenção.

Totti venceu com motor mecânico e disse que para a próxima etapa em São Paulo, tem a chance de trocar para o eletrônico – caso isso aconteça, perderá os pontos conquistados neste domingo. "Vamos fazer treinos e ver como o eletrônico se comporta. Se for bem, mudaremos. Podemos perder pontos, mas compensa porque estamos tentando desenvolver o caminhão", analisou o piloto.

Após a segunda etapa, Beto Monteiro (Ford) passou à liderança – chegou em quarto lugar neste domingo e está com 33 pontos. Na seqüência, aparecem Roberval, com 32, e Cirino, com 29. No campeonato de marcas, a Mercedes lidera com 71, na frente de Ford (63) e Scania (36).