Rebaixada para a Série B por causa de envolvimento num esquema ilegal de manipulação de resultados, a Juventus se manteve na liderança da competição graças a um gol irregular anotado pelo uruguaio Zalayeta, que definiu a vitória por 1 a 0 sobre o Bologna, hoje, fora de casa, e levou a equipe a 31 pontos, mesmo número de Napoli, que venceu o Brescia por 3 a 1, Genoa, que fez 1 a 0 no Triestina, e do próprio Bologna.

A Juve, no entanto, tem um jogo a menos que os demais – a partida contra o Cesena, na última sexta-feira, foi adiada por causa da morte de dois jogadores, Alessio Ferramosca e Riccardo Neri, ambos de 17 anos, que se afogaram num dos lagos do centro de treinamentos do clube ao tentar buscar uma bola. Houve um minuto de silêncio antes de todas as partidas, e os jogadores da Juventus entraram em campo com camisas que levavam o nome dos dois jovens atletas.

O gol polêmico saiu aos 28 minutos do segundo tempo. Zalayeta recebeu um passe longo e ajeitou a bola com o braço direito – além disso, os jogadores do Bologna reclamam que a bola bateu no travessão e não entrou totalmente. O time da casa reclamou ainda de um pênalti não marcado, que teria sido cometido pelo goleiro Buffon contra Marazzina, no primeiro tempo.