Na terceira ação do ano do programa Justiça nos Bairros, promovida no sábado (21), no Sesc Portão, 124 audiências relativas a ações de Direito da Família resultaram em acordo. Quem não conseguiu resolver seu problema no mesmo dia, por falta de uma das partes interessadas ou de documentos necessários, recebeu orientação e deve voltar no próximo atendimento.

As pessoas aproveitaram o dia de sábado para acertar problemas como pensão, guarda de filhos e, principalmente, divórcio. Do total de acordos, 68 foram ações de divórcio e mais 22 de conversão em divórcio. Também foram resolvidas situações de separação, guarda de filhos, pensão alimentícia e reconhecimento de paternidade.

Além das audiências relativas a ações de Direito da Família e da presença da Defensoria Pública, a população também pôde contar com o Juizado Especial do Sítio Cercado para resolver pequenas causas, como briga entre vizinhos, cobrança de valores não pagos, acidente de trânsito, entre outras.

O Justiça nos Bairros, que oferece atendimento judicial gratuito à população de baixa renda, é uma parceria da Prefeitura Municipal de Curitiba e Tribunal de Justiça do Paraná. A Prefeitura oferece infra-estrutura e funcionários para atendimento, além de serviços como vacinação, obtenção de carteira de identidade, entre outros.

União

Nesta edição no Sesc Portão, também foi realizado o casamento coletivo de 108 casais. O prefeito Beto Richa e a presidente da Fundação de Ação Social (FAS), Fernanda Richa, foram os padrinhos das noivas. O diretor regional do Sesc Portão, Paulo Roberto Araújo, e sua esposa, Ana Rita Cruz, foram os padrinhos dos noivos.

O casamento foi realizado pela juíza Joeci Camargo, da 4ª Vara de Família de Curitiba, idealizadora do Justiça nos Bairros e até hoje à frente da iniciativa. Na ocasião, homens e mulheres regularizaram sua situação civil de forma gratuita. Pelo meio convencional, os cartórios cobram por um casamento com comunhão parcial de bens R$ 157,00. No caso de comunhão universal ou separação de bens o preço é de R$ 227,00.

Depois do Portão, o Justiça nos Bairros estará na Rua da Cidadania do Bairro Novo (7 de junho); na Vila das Torres, Regional Matriz (11 de junho); na Escola Municipal Rachel Maeder Gonçalves, Regional Cajuru (18 de junho); e na Rua da Cidadania de Santa Felicidade, atendendo as regionais de Santa Felicidade e Boa Vista (25 de junho).