A 7ª Turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região negou, por unanimidade, o habeas corpus solicitado pelos advogados do empresário Alberto Youssef, dono da Youssef Câmbio e Turismo. Ele está preso desde 2 de novembro de 2003, quando foi detido em Londrina depois de a Justiça Federal de Curitiba ter decretado sua prisão preventiva, a pedido do Ministério Público Federal (MPF).

Youssef é acusado de sonegar mais de R$ 33 milhões entre 1996 e 1999 (de acordo com apuração da Receita Federal, além de multa e juros -, de evasão ilegal de divisas e de formação de quadrilha. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)