O bom humor prevalece também no mercado de juros hoje, dia fraco em indicadores. As taxas futuras de juros abriram na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) em baixa, refletindo novamente o apetite de investidores locais e estrangeiros em aplicar no Brasil. Dessa forma, os contratos de longo prazo voltam a figurar como os preferidos. Como acontece nos dias em que o mercado opera em clima positivo, o contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2014 voltou a ser negociado nesta terça-feira.

No exterior, o clima tenso parece ter dado uma trégua. E, no Brasil, o mercado se volta para a melhora da percepção de risco, que tem atraído tanto estrangeiros quanto investidores locais a aplicar em prazos longos.

Às 10h19, o contrato de DI para janeiro de 2014 tinha taxa de 11 50% ao ano, 11,53% de ontem; o DI para janeiro de 2010 projetava taxa de 11,49% ao ano (11,53% de ontem); e o DI para janeiro de 2009 tinha taxa de 11,57% ao ano (11,59% do dia anterior).