Pela segunda vez em uma semana foi adiado hoje (13) o julgamento do processo contra o deputado federal Inocêncio Oliveira, acusado de manter empregados em regime escravo escravo na fazenda Caraíbas, no município de Gonçalves Dias, localizada a 348km da capital maranhense.

O relator do processo, desembargador Alcebíades Tavares Dantas, pediu o adiamento para "maior estudo da matéria". Segundo o delegado regional do Trabalho no Maranhão e coordenador do Fórum de Erradicação do Trabalho Escravo no Maranhão (Forem), Ubirajara do Pindaré, apesar do adiamento o Fórum tem uma forte expectativa na decisão do Tribunal para engrossar a luta pela erradicação do trabalho escravo no Estado.