O ministro da Defesa e vice-presidente da República, José Alencar, abre hoje
(23), às 17 horas, no térreo do Palácio do Planalto, a exposição "O projeto
Rondon na Integração Nacional ? Uma Viagem à Amazônia Brasileira", que reúne 24
painéis referentes a viagens de 200 rondonistas a 13 localidades da Amazônia. A
expedição, que ocorreu em janeiro, faz parte da primeira fase da Operação
Nacional. Os visitantes poderão conferir também o histórico, os pertences e o
busto do Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon ? pioneiro no processo de
interiorização do Brasil e patrono do projeto.

O Projeto Rondon
viabiliza a participação de estudantes universitários (os rondonistas) nos
processos de desenvolvimento e de fortalecimento da cidadania. Um dos objetivos
do projeto é possibilitar ao universitário o conhecimento de aspectos
particulares e da diversidade da realidade brasileira, buscando desenvolver sua
responsabilidade social. Outra meta, segundo a presidência da República, é
identificar, por meio de diagnósticos realizados pela equipe de rondonistas,
problemas e necessidades de comunidades carentes, de modo que possam ser
elaboradas soluções locais de acordo com as políticas públicas de governo. O
Projeto Rondon havia sido interrompido, mas foi relançado pelo presidente Lula
este ano após conversa com o presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE)
em novembro de 2003.

A exposição pode ser vista no Palácio do Planalto
até 30 de maio. Após essa data, será transferida para a Câmara dos Deputados.