O jornal mais antigo do mundo desistiu de sua edição em papel e agora existe apenas em versão eletrônica. Post-och Inrikes Tidninger, fundado em 1645 pela rainha da Suécia Kristina, só pode ser acessado agora na internet. "Achamos isso um desastre cultural", disse Hans Hom, que ocupou o cargo de editor-chefe do jornal por 20 anos. Tem sido uma longa jornada para um jornal inaugurado pela rainha para manter seus súditos informados dos assuntos do Estado. De acordo com Holm, as primeiras edições eram entregues a cavalo ou pregadas em murais e postes através de todo o reino.

Nos últimos meses, o jornal, de propriedade da Academia Sueca, mais conhecida por ser a responsável pelo Prêmio Nobel de Literatura, tinha uma circulação de apenas 1.000 exemplares. Apesar de circular apenas na web, o Post-och Inrikes Tidninger manteve o título de o jornal mais antigo do mundo em circulação, segundo a Associação Mundial de Jornais, com base em Paris. "Um jornal online continua sendo um jornal, então ele será mantido na lista", disse o porta-voz da associação, Larry Kilman.