Rio (AE) – O Botafogo voltou a decepcionar no Campeonato Brasileiro e perdeu para o Internacional por 1 a 0, nesta quinta-feira à noite, na Ilha do Governador, zona norte do Rio. O resultado deixou o técnico Péricles Chamusca em situação muito difícil. A torcida alvinegra se revoltou e passou a apoiar os gaúchos no segundo tempo. A vitória do Inter foi muito comemorada pelos visitantes: a equipe saltou da oitava para a quinta posição na tabela do Brasileiro.

O domínio do Internacional ficou evidente desde o primeiro minuto, quando o atacante Gustavo completou passe de calcanhar de Tinga e fez o gol. O árbitro Wilson Luís Seneme, porém, assinalou impedimento, invalidando a jogada. Apesar do incentivo da torcida no início, o Botafogo não conseguia produzir com objetividade.

O time ficou nervoso depois que Élder Granja aproveitou bate-rebate e chutou forte, sem possibilidade de defesa para Max. Pouco depois, Índio tocou a bola com a mão dentro da área e Alex Alves foi o encarregado da cobrança do pênalti. Era a chance da reação do Botafogo. O atacante cumpriu seu papel, mas houve invasão na área e Seneme determinou a repetição da cobrança. Alex Alves então, errou: a bola foi defendida por Clemer.

No segundo tempo, com a perseguição dos torcedores, o Botafogo se perdeu em campo e o Internacional explorou os contra-ataques. Max teve de se desdobrar para evitar outro gol. E conseguiu, pois o time gaúcho terminou com a vitória.


FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 X 1 INTERNACIONAL

GOL – Élder Granja aos 22 minutos do primeiro tempo.

BOTAFOGO – Max; Emerson, Asprilla e Scheidt; Ruy (Marcelinho), Jonílson, Zé Roberto, Gláuber e Bill (Ramon); Guilherme (Reinaldo) e Alex Alves. Técnico: Péricles Chamusca.

INTERNACIONAL – Clemer; Élder Granja, Índio, Wilson e Jorge Wagner; Tinga (Wellington), Edinho, Gavilan e Perdigão (Alex); Fernandão e Gustavo (Rafael Sobis). Técnico: Muricy Ramalho.