O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) notifica nesta terça-feira (24) 11,6 mil aposentados e pensionistas que deixaram de apresentar algum documento quando fizeram o censo previdenciário. Essas pessoas devem comparecer novamente à agência bancária que paga seu benefício para apresentar o restante da documentação. A notificação será feita por edital, em jornais de grande circulação. Desse total, 2,3 mil segurados são do Estado de São Paulo.

A Previdência está solicitando a apresentação do número de inscrição no Cadastro de Pessoa Física (CPF) e um documento de identificação, que pode ser a carteira de identidade, carteira de trabalho, passaporte, carteira nacional de habilitação ou registro de conselho profissional.

O INSS recomenda, também, que o beneficiário apresente um comprovante de residência e o Número de Inscrição do Trabalhador (NIT). O aposentado ou pensionista que está sendo convocado tem prazo de 30 dias, após a publicação do edital, para apresentar a documentação na agência bancária que paga seu benefício.

Caso perca esse prazo, o pagamento mensal será suspenso e permanecerá nessa condição por 90 dias. O segurado pode reativar o benefício bastando, para isso, comparecer ao banco e apresentar os documentos exigidos. Se o beneficiário não atualizar seus dados, o pagamento é cessado e só poderá ser reativado na agência da Previdência Social responsável pelo seu controle. Por meio do censo, que estará encerrado em julho, o INSS está atualizando o cadastro de mais de 17 milhões de segurados.