Os jovens que estudaram até a quarta série do ensino fundamental, mas não terminaram a oitava série e não possuem carteira de trabalho assinada, terão mais uma oportunidade de concluir os estudos e iniciar um curso profissionalizante.

De 13 de março até 6 de maio, estarão abertas as inscrições para o Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem) 2006 em 25 capitais e no Distrito Federal, com exceção do Recife.

"O ProJovem é o programa da oportunidade, da igualdade de oportunidade para que os jovens possam se reinserir na escola e no mundo do trabalho", afirmou a coordenadora nacional do programa, Maria José Feres. Em 2005, mais de 90 mil jovens foram atendidos pelo Projovem em todo país. A expectativa para este ano é superar esse número, totalizando 200 mil beneficiados.

Para inscrever-se, o jovem deverá ligar para o número 08006427777, todos os dias da semana, inclusive sábado, domingos e feriados. A ligação é gratuita, mas só poderá ser feita de telefone fixo e orelhão.

"É uma possibilidade do jovem completar seu ensino fundamental, ter uma qualificação profissional, receber R$ 100 por mês, durante um ano", disse o secretário Nacional de Juventude, Beto Cury.

Ao final de um ano, o estudante terá diploma do ensino fundamental e o certificado de qualificação profissional, que lhe proporcionará uma oportunidade de cursar o ensino médio e disputar o mercado de trabalho em melhores condições.

Para receber o auxílio do governo, Maria Feres lembrou que os jovens terão que comparecer a 75% das aulas e entregar 75% dos trabalhos catalogados pelos professores. Mais informações sobre o Programa podem ser obtidas na página eletrônica www.presidencia.gov.br/secgeral, da Secretária Nacional de Juventude.