O governo da Indonésia decretou embargo às importações de ração animal e subprodutos de carne do Brasil por causa da descoberta da febre aftosa no Mato Grosso do Sul. O embargo foi imposto depois que a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) divulgou relatório confirmando a descoberta da doença no Brasil, no dia 9 de outubro.

"A proibição está valendo desde 14 de outubro", disse o diretor geral de produção animal do ministério da Agricultura da Indonésia, Mathur Riady. O embargo é por tempo indeterminado e vai mudar somente depois que a OIE alterar o status da descoberta.

O embargo inclui animais vivos, laticínios e carnes e seus subprodutos, como couro e chifre, além de fertilizantes à base de produtos animais. Rações produzidas a partir de farelo de ossos e produtos farmacêuticos, incluindo vacinas, também estão incluídos na proibição. A ração produzida a partir de produtos vegetais, segundo Riady, não consta da proibição.

Em setembro do ano passado, a Indonésia impôs embargo temporário às importações de carnes e laticínios por conta de caso da doença na Amazônia. Na ocasião, a proibição durou dois meses.