O governador Roberto Requião participa na próxima quarta-feira, 29, às 8 horas, no Parque Newton Freire Maia, em Pinhais, do início do plantio de 10 mil árvores nativas que vão contribuir para o seqüestro do gás carbônico (CO2) emitido durante a realização dos eventos da ONU. É esperada também a participação do secretário executivo da Conferência, o diplomata Ahmed Djoghlaf.

De acordo com dados fornecidos pelos organizadores dos eventos que informam a quantidade de produtos químicos, carpete, madeira, papel, colas, solventes, plásticos, borracha, energia elétrica, água, combustíveis e outros produtos e materiais consumidos, assim como resíduos produzidos pelos cerca de 10 mil participantes nesse período, foi feita uma estimativa preliminar de emissão de CO2 .

O projeto é uma proposta da organização The Green Initiative, realizado com recursos da Sanepar e o apoio jurídico de Pinheiro Neto Advogados, e tem como objetivo neutralizar as emissões de gases de efeito estufa causadas pela realização dos eventos. Será realizado em duas etapas e vai demonstrar, de uma maneira prática, a possibilidade de contribuir positivamente para esses eventos e também para a 11ª Reunião das Partes da Conferência para Mudanças Climáticas, realizada em Montreal.