O índice de média móvel trimestral da produção industrial, considerado o principal indicador de tendência, registrou crescimento de 0,2% no trimestre encerrado em janeiro, ante o terminado em dezembro, de acordo divulgou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) pouco o IBGE. Segundo comentam os técnicos do instituto, no documento de divulgação da pesquisa, "o desempenho industrial no início de 2007, sugere uma acomodação no ritmo de atividade".

Entre as categorias avaliadas, o destaque foi de bens de capital que sinaliza o comportamento dos investimentos, e elevou a produção em 1,7% em janeiro em relação a dezembro, e em 18% na comparação com janeiro de 2006. Nas demais categorias, os desempenhos foram os seguintes: bens intermediários (-0,3% ante dezembro e +3,2% ante janeiro 06); bens duráveis (+2,1% e +4,7%) e bens semi e não-duráveis (-0,9% e +2,6%). Em 12 meses, a produção industrial acumula alta de 2,9% até janeiro.

O IBGE também divulgou a revisão no resultado da produção industrial apurada em dezembro de 2006, em relação ao mês anterior, de +0,5% para +0,3%. Segundo o coordenador de indústrias, Sílvio Sales, a revisão ocorreu automaticamente, com a introdução dos dados de janeiro na série com ajuste sazonal.