O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) realiza desde o último ano uma intensa fiscalização da atividade hoteleira em Foz do Iguaçu. A ação já apresenta resultados positivos, com mais de 80 hotéis do município avançando nos processos de licenciamento ambiental.

De acordo com o presidente do IAP, Rasca Rodrigues, a exigência de licenciamento ambiental em Foz do Iguaçu deve-se ao grande porte do setor no município. ?O setor hoteleiro em Foz pode ser considerado quase um setor industrial devido ao volume de resíduos gerado, por exemplo?, comentou Rasca. Foz do Iguaçu é o único município do Estado em que o licenciamento ambiental é exigido para atividade hoteleira.

O presidente do IAP lembra que quando começaram os trabalhos de regularização dos hotéis poucos empreendimentos apresentavam algum tipo de licenciamento ambiental. ?Agora só faltam cerca de 20% dos hotéis buscarem a regularização. Ainda está em tempo?, declarou Rasca.

Ele destacou que em 2003 o escritório regional do IAP em Foz do Iguaçu já antecipava a ação, enviando um ofício ? por intermédio do Sindicato dos Hotéis de Foz do Iguaçu – a cada um dos empreendimentos do município contendo as exigências ambientais para a atividade.

Após o ofício, o IAP promoveu blitz de fiscalização para avaliar se os proprietários dos hotéis estavam atendendo às solicitações. Também foram emitidas licenças prévias de operação, a primeira fase do processo de licenciamento.

?Alguns hotéis chegaram a ser multados em cerca de R$ 1 mil pelo não cumprimento das determinações do Instituto?, disse Rasca. ?Muitos hotéis encontram-se agora na segunda fase do processo, protocolando os pedidos de licenciamento de instalação?, explicou.

A etapa final para os hotéis é a emissão do licenciamento para operação. ?Para obter este tipo de licença deve ser apresentado o plano de gerenciamento dos resíduos, entre outras exigências?, disse.