A Companhia Paranaense de Energia (Copel) estima em 5,5% a redução no consumo de energia elétrica no Paraná durante o horário de verão. O volume representa o consumo de uma cidade como Londrina, a segunda maior do estado. De acordo com informações divulgadas pela empresa, a economia deve ser de 200 megawatts (MW) no horário de pico de consumo (das 19 às 22 horas).

Segundo a gerente do Centro de Operação do Sistema Elétrico da Copel, Ana Rita Xavier, a adoção do horário de verão permite que instalações importantes do setor elétrico como usinas, linhas de transmissão e subestações trabalhem com folga, elevando os níveis de confiabilidade do sistema. Também permite o alívio nas condições de funcionamento e permite realizar paradas para manutenção preventiva sem riscos ao atendimento do mercado, "o que é um benefício enorme".

Ana Rita lembrou que o horário de verão também proporcionará uma pequena economia, da ordem de 0,5%, nos níveis de consumo de eletricidade, basicamente em decorrência do menor tempo de uso de lâmpadas.