Campo Grande (AE) – Um helicóptero com seis pessoas a bordo caiu hoje (09) no início da noite no centro da cidade de Rio Verde de Mato Grosso, na região norte de Mato Grosso do Sul, a 195 quilômetros de Campo Grande. A aeronave se chocou com fios de alta tensão, caiu e explodiu, matando três pessoas e deixando uma outra gravemente ferida.

Morreram o empresário Antônio Marcos Filizolla Ribeiro e Jorge Mendes Cortez, além do piloto cujo nome ainda não havia sido identificado, todos carbonizados.

Osvaldo Moinhos Garcia, um terceiro passageiro do aparelho, ficou ferido em estado grave e transferido para Campo Grande correndo risco de morte. Até o final da noite, soldados do Corpo de bombeiros lutavam para retirar outros dois homens que ficaram presos nas ferragens.

Existiam suspeitas de que o locutor de rodeio Waldemar Rui, conhecido por Asa Branca, proprietário do helicóptero, seria um dos que estavam presos na ferragem, o que deverá ser esclarecido amanhã (10) pela manhã.

A aeronave caiu quase sobre a Estação Rodoviária daquela cidade, partindo uma rede de transmissão de energia elétrica de Alta Tensão.

Segundo informação da Empresa Energética de Mato Grosso do Sul (Enersul), o fornecimento de eletricidade foi interrompido em seis cidades, Rio Verde, Coxim, Pedro Gomes, Figueirão, Rio Negro e Alcinópoles e os reparos acontecerão somente com a liberação da área do acidente. Nessas localidades o policiamento nas ruas foi aumentado e os moradores aconselhados a permanecerem em casa.

Os ocupantes do helicóptero participariam de uma festa de peões de boiadeiros que aconteceria neste final de semana em Rio Verde, onde com uma série de atrações principalmente rodeios com eqüinos e bovinos.