O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse hoje (3) em audiência pública no Senado sobre ações afirmativas e os reflexos no Estatuto da Igualdade Racial, que o debate sobre cotas na educação está avançado no país. 

?O debate amadureceu demais no Brasil, e se qualificou muito nos últimos tempos, em relação a essa temática. Os pontos de vista estão muito claros para todos, a opinião pública está sendo consultada por pesquisas de opinião, o Congresso vai formando seu juízo e tudo caminha para uma tomada de decisão?, afirmou.

Haddad falou ainda sobre o projeto da reforma universitária. Ele afirmou já ter conversado com o presidente e o relator da comissão especial criada na Câmara para tratar do projeto. Segundo o ministro, foram localizados alguns artigos polêmicos, que devem receber tratamento especial.

?Apesar das emendas quantitativamente aparentarem surpresa, são mais de 300, de fato  todas dizem respeito a meia dúzia de artigos do projeto de lei. Penso que depois das eleições seria possível nos debruçarmos sobre o projeto para aprová-lo, quem sabe, na Câmara e no Senado?.