O Greenpeace lançou nesta segunda-feira (24) a 5ª edição do Guia do Consumidor ? lista de produtos com e sem transgênicos ? com as empresas Bauducco, Dr. Oetker, Ducoco, Fritex, Kopenhagem, Massa Leve e Visconti na lista verde. Essas empresas enviaram documentação ao Greenpeace e garantiram que realizam controle para evitar transgênicos na sua produção. Hoje, são 61 empresas na lista verde (56%) contra 47 (44%) que não dão qualquer garantia da não utilização de ingredientes geneticamente modificados.

A mudança na política destas empresas aconteceu mesmo depois da sanção presidencial da Lei de Biossegurança em março deste ano, que autorizou definitivamente o uso da soja transgênica e que define critérios para a aprovação de novas variedades sem a obrigatoriedade dos estudos de impacto ambiental.

A nova postura dessas empresas é um reflexo absoluto da rejeição aos transgênicos por parte do consumidor final, que vem exigindo e cobrando das empresas uma política clara de controle e fiscalização de transgênicos. Cinco das sete empresas mudaram para a lista verde graças à sua própria decisão de cancelar a compra de ingredientes fornecidos pela Cargill, que não oferece matérias primas livres de transgenia.

?Hoje, as maiores indústrias alimentícias já assumiram posição contrária aos transgênicos, garantido a não utilização desses ingredientes em seus produtos. Restam apenas poucas grandes empresas a se adequar a esta política?, disse a bióloga Gabriela Couto, integrante da campanha de Engenharia Genética do Greenpeace. Esta postura indica o respeito das empresas pela vontade do consumidor (2), independentemente da decisão do governo federal de autorizar o cultivo e a comercialização da soja transgênica. ?Fica evidente que esta decisão governamental foi tomada sem nenhum critério, desrespeitando a vontade da população e o meio ambiente, em benefício de poucos?, completou.

Atualmente, restam 12 grandes empresas no Guia do Consumidor que não garantem uma produção livre de transgênicos: Bunge, Cargill, Danone, Kellog?s, Wal-Mart, Pullman, Ajinomoto, Vigor, Adria, União, Garoto e Yakult. O papel dos consumidores e das empresas que compram produtos destes fornecedores é fundamental para que elas deixem de utilizar os transgênicos em seus produtos, adotando uma política séria a favor do meio ambiente. Os consumidores podem fazer a sua parte entrando em contato com as empresas por meio de seus SACs (Serviço de Atendimento ao Consumidor), ou via carta, email e telefone gratuito.

Para baixar o Guia do Consumidor escreva para o e-mail transgenicos@greenpeace.org.br solicitando cópias impressas do material