enkontra.com
Fechar busca

Notícias

Governo vai rever contrato do sistema “Polícia Digital”

  • Por Redação O Estado Do Paraná

O governador Roberto Requião determinou a revisão do contrato com o Consórcio Paraná Mais Seguro, que opera o sistema de identificação de placas de veículos, denominado “Polícia Digital”, utilizado para recuperar carros roubados no Estado. Uma comissão formada por representantes das polícias Civil e Militar e pela Procuradoria Geral do Estado vai analisar o processo de licitação do contrato de 24 meses, no valor de R$ 12 milhões, firmado pela administração anterior. Também serão avaliados a relação custo-benefício e o uso dos equipamentos.
“Não podemos pagar R$ 500 mil por mês para um sistema contratado há um ano e que não trouxe nenhum benefício”, afirmou o governador, na reunião que teve em seu gabinete, na manhã desta quinta-feira (20), com o diretor executivo do Consórcio, Paulo Borgest Kobylanski, junto com o diretor geral do Detran, Marcelo Almeida, o delegado-geral da Polícia Civil, Adauto Abreu de Oliveira, o comandante-geral da PMPR, coronel Mário Sérgio Nicolau, o procurador-geral do Estado, Sérgio Botto de Lacerda, o diretor-geral da Secretaria de Segurança Pública, Luiz Gabriel Costa Passos, e o presidente da Copel, Paulo Pimentel.
Segundo o governador, “o sistema é útil, mas caríssimo e não está funcionando adequadamente”. O contrato foi firmado em fevereiro de 2002 e se estende até fevereiro de 2004. Com a moratória de 90 dias, determinada pelo governador ao tomar posse, o pagamento foi suspenso. “Quero uma solução, porque o equipamento é interessante, mas não dá para pagar R$ 6 milhões em um ano por ele. Vamos ter de rever isso”, determinou.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas