O ministro das Comunicações, MiroTeixeira, disse hoje que o governo quer acabar com a indexação de tarifas da telefonia fixa, o que deverá acontecer após assinatura de novos contratos com as operadoras, que vigorará a partir de 2006. Pelos atuais contratos, as empresas podem aplicar a cada 12 meses reajuste pelo Índice Geral de Preços- Disponibilidade Interna (IGP-DI), que no mês de junho deverá chegar a 32%.

O ministro informou que o governo está tentando convencer as operadoras a aplicarem índices menores, e que já existe uma disposição do setor em reduzir o índice para 29 %, porém ele considera insuficiente. ?Não há bom senso na aplicação do IGP-DI, até porque há muita inadimplência no setor. Mas se as empresas falarem vamos aplicar, então aplica?.

Miro Teixeira informou ainda que pelos contratos atuais, as empresas podem aplicar além do IGP-DI, mais 9 % na assinatura.

Na próxima segunda-feira, haverá nova rodada de negociações com as operadoras para definir as alterações contratuais a partir de 2006.