Brasília, 20 (AE) – A Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) multou dois laboratórios farmacêuticos que aumentaram preços de remédios acima do que é permitido em lei. A empresa Sanofi-Synthelabo, fabricante do analgésico o Dôrico Flash, foi multada em R$ 1.207.488,37 depois de ter aumentado de forma abusiva o preço de cinco apresentações do medicamento. O laboratório Ferring Ltda. recebeu a multa de R$ 212,82, depois de haber reajustado o preço do anti-hemorrágico Glypressin. Os recursos apresentados por ambos os laboratórios ao Conselho de Ministros da CMED foram negados.