enkontra.com
Fechar busca

Notícias

Governo lança Plano Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo

  • Por Redação O Estado Do Paraná

O Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, anuncia amanhã, às 15h no Palácio do Planalto, o Plano Nacional Para a Erradicação do Trabalho Escravo. São 75 ações que têm como objetivo a eliminação de todas as formas contemporâneas de escravidão, por meio de um trabalho articulado dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, Ministério Público, organismos internacionais e sociedade civil.

Passados mais cem anos da assinatura da Lei Áurea, o Brasil ainda convive com as marcas deixadas pela exploração da mão-de-obra escrava. Segundo estimativas, existem no País 25 mil pessoas submetidas a condições análogas às do trabalho escravo. A escravidão contemporânea no País manifesta-se na clandestinidade e é marcada pelo autoritarismo, corrupção, segregação social, racismo, clientelismo e desrespeito aos direitos humanos.

Desde o início do ano, o novo governo vem demonstrando que o combate ao trabalho escravo será prioridade. Em dois meses de governo, foram libertados 841 trabalhadores escravos e pagas indenização. Desde o início do ano, mais de 800 trabalhadores foram libertados. Somente no mês de janeiro, foram resgatadas 309 vítimas de trabalhos forçados. Nos anos de 1996, 1997, 1998, 1999, 2000 e 2002, o governo anterior não resgatou um único trabalhador nos meses de janeiro, em função das chuvas que dificultam o acesso às fazendas clandestinas.Os estados com maiores índices de exploração de mão-de-obra escrava são Pará. Maranhão, Mato Grosso, Tocantins, Roraima e Piauí.

Com o Plano Nacional Para a Erradicação do Trabalho Escravo, o governo Lula pretende integrar ações, otimizar recursos e resultados.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas