A Secretaria da Saúde, por meio da Escola de Saúde Pública do Paraná, desenvolve atividades de educação permanente em saúde, visando a melhoria da qualidade e excelência do serviço prestado e a satisfação do usuário interno e externo. De janeiro a julho deste ano, foram investidos mais de R$ 500 mil na realização de 170 cursos em todo o Estado, ministrados para mais de 19 mil profissionais do setor. ?Esta é mais uma ação voltada ao atendimento ao usuário?, afirma o secretário Cláudio Xavier.

A Escola de Saúde articula com as áreas técnicas da secretaria as ações de serviços de saúde com os 22 Pólos Regionais de Educação Permanente em Saúde (PREPS), que incluem como parceiros gestores (estadual e municipais), instituições formadoras de nível médio e superior, controle social e outras instituições locais e com os seis Pólos Ampliados de Educação Permanente em Saúde (PAEPS).

A escola atua nos 399 municípios do Estado, conforme a política nacional, estadual e municipal de saúde, adequando as atividades e atendendo sempre as reais necessidades locais.

De acordo com a diretora da Escola de Saúde Pública do Paraná, Rosângela Maria Azevedo de Bassi, semanalmente são atendidas demandas de cursos de capacitação para profissionais de todos os níveis, desde agentes comunitários até médicos em especialidades que necessitem de reciclagem?, comenta. Para isso, a Escola mantém convênios com diversas instituições.

Como exemplos pontuais desta semana é possível citar Oficina de Padronização de Metodologia de Trabalho da Dengue em Ponta Grossa, Treinamento para Profissionais que atuam na área de Combate e Controle de Endemias em Campo Mourão, Capacitação para Atendimento de Urgência e Emergência no Hospital da Lapa, Treinamento e Acolhimento em DST/AIDS em Paranaguá, entre outros.

Outras atividades

Além da capacitação de profissionais da saúde, a escola coordena a política estadual de Educação Permanente em Saúde e a política estadual do HumanizaSUS, programa nacional voltado à melhoria do acolhimento e resolutividade das ações em saúde. A unidade mantém intercâmbio com instituições de saúde de outros Estados.